A maior parte das bases aéreas européias que abrigam bombas nucleares americanas não respeitam as exigências de segurança feitas pelo Pentágono, segundo informe interno da Força Aérea americana publicado por uma sociedade científica.

As cercas, a iluminação e até alguns prédios precisam de reformas e a guarda de segurança não tem a formação nem a experiência necessárias, segundo o documento publicado pela Federação de Cientistas americanos (FAS, na sigla en inglês), com base em pesquisa realizada por uma equipe de 30 estudiosos.

"Um tema recorrente nas visitas tem sido o fato de que a maior parte desses sítios têm necessidade de recursos suplementares significativos para cumprir as normas de segurança da Secretaria de Defesa", diz o informe.

ddl/chr/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.