Conservadores vencem legislativas no Canadá mas não conseguem maioria

O Partido Conservador, do primeiro-ministro do Canadá, Stephen Harper, venceu as eleições legislativas realizadas nesta terça-feira, mas ainda é minoria no Congresso, segundo projeções dos canais canadenses de TV.

AFP |

Os conservadores foram eleitos ou lideravam em 145 dos 308 distritos eleitorais, mas a vitória não é suficiente para garantir a maioria no Parlamento. O resultado, no entanto, representa um avanço dos conservadores em relação ao Parlamento precedente, dissolvido em setembro, no qual tinham apenas 127 deputados.

Para garantir a maioria no Congresso, é necessário eleger 155 dos 308 deputados da Câmara dos Comuns.

Os liberais venceram em 75 distritos, o Bloco Quebequense em 50, os neodemocratas (NPD, esquerda) em 33 e dois independentes também eram eleitos, segundo resultados oficiais parciais.

As eleições tiveram como embate principal a disputa entre conservadores, no poder, e o Partido Liberal de Stéphane Dion, que comandou o país durante 12 anos, antes da vitória de Stephen Harper em janeiro de 2006.

Outros três partidos importantes disputaram votos na eleição uninominal de um turno: o Novo Partido Democrático (NPD), o Partido Verde e o Bloco Quebequense (separatista), que só apresentou candidatos em Quebec.

Favoritos para vencer as eleições legislativas antecipadas, os conservadores se viram afetados pelas preocupações desatadas com a crise financeira mundial, que os analistas apontaram como elemento provável que impediria Harper de obtner a esperada maioria absoluta para aprovar os orçamentos federais e seu programa legislativo sem depender de outros partidos.

As pesquisas de intenções de voto já anunciavam que, com pouco mais de 30% dos votos, os conservadores alcançariam a maioria, o que deixava o governo nas mãos dos até agora 95 deputados do principal bloco opositor, o Partido Liberal do ex-premier Stéphane Dionr.

Os liberais foram afetados pela proposta de seu líder de reduzir as emissões dos gases que provocam o efeito estufa, mal recebida pela opiniãp pública. Já Harper pediu aos eleitores que dessem a ele um mandato para "proteger a economia" e criticou o projeto de imposto sobre o gás carbônico de Dion, que levaria, segundo ele, o Canadá à recessão.

Um total de 23,4 milhões de canadenses estavam registrados para votar na terça-feira, na terceira eleição legislativa em quatro anos.

deb/LR/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG