Londres, 3 ago (EFE).- O Partido Conservador britânico aproveitou hoje a guerra interna que vive o governamental Partido Trabalhista para pedir a antecipação das eleições gerais, previstas para 2010.

"Precisamos de eleições gerais mais rápido", afirmou em nome dos conservadores Chris Grayling, porta-voz da legenda.

A crescente impopularidade e a frouxa liderança do primeiro-ministro Gordon Brown geraram um enfrentamento dentro do Partido Trabalhista, o que parece agradar a oposição.

"O Partido Trabalhista está claramente dividido entre as pessoas que apóiam Brown e que tentam acabar com ele", indicou o dirigente conservador.

"O que temos é um Governo em meio ao caos em um momento em que o Reino Unido enfrenta sérios desafios. Simplesmente, não podemos continuar assim por outros 18 meses", comentou Grayling.

O político conservador fez esses comentários depois que os ministros da Economia, Alistair Darling, e da Inovação e Universidades, John Denham, assim como a número dois trabalhista, Harriet Harman, declarassem apoio a Brown. EFE pa/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.