Conservadores lideram na Grã-Bretanha, mas voto é instável

LONDRES (Reuters) - Os conservadores mantêm o favoritismo para encerrar 12 anos de governos dos trabalhistas na Grã-Bretanha, segundo pesquisa divulgada na terça-feira. A eleição terá de ser realizada nos próximos dez meses. A pesquisa do instituto ComRes para o jornal Independent dá 40 por cento para os conservadores liderados pelo centro-direitista David Cameron, contra 24 por cento para os trabalhistas de Gordon Brown. Na pesquisa anterior, os conservadores lideravam por 42-24 por cento.

Reuters |

Os novos resultados dariam aos conservadores uma maioria de 80 cadeiras na Câmara dos Comuns (deputados), segundo o Independent. Brown atualmente governa com 62 deputados de maioria.

A popularidade do primeiro-ministro vem caindo desde que ele substituiu Tony Blair, em junho de 2007. Mas a pesquisa sugere que ele ainda poderia convencer o eleitorado a dar um quarto mandato consecutivo aos trabalhistas.

Nessa pesquisa, 53 por cento dos eleitores disseram que ainda poderiam mudar seu voto antes da eleição, que pela lei deverá acontecer no máximo em junho de 2010.

Pouco mais de um terço dos eleitores conservadores dizem que podem mudar de voto, enquanto 51 por cento dos trabalhistas se dispõem a fazê-lo.

Só 64 por cento das pessoas que votaram nos trabalhistas na última eleição pretendem repetir essa escolha.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG