Conservadores e liberais-democratas manifestaram otimismo nesta segunda-feira sobre um eventual acordo para a formação de um governo estável, o que acabaria com a crise política provocada pela eleição na quinta-feira do primeiro Parlamento da Grã-Bretanha sem maioria absoluta em 36 anos." /

Conservadores e liberais-democratas manifestaram otimismo nesta segunda-feira sobre um eventual acordo para a formação de um governo estável, o que acabaria com a crise política provocada pela eleição na quinta-feira do primeiro Parlamento da Grã-Bretanha sem maioria absoluta em 36 anos." /

Conservadores e liberais-democratas otimistas sobre eventual acordo

Conservadores e liberais-democratas manifestaram otimismo nesta segunda-feira sobre um eventual acordo para a formação de um governo estável, o que acabaria com a crise política provocada pela eleição na quinta-feira do primeiro Parlamento da Grã-Bretanha sem maioria absoluta em 36 anos.

AFP |

Conservadores e liberais-democratas manifestaram otimismo nesta segunda-feira sobre um eventual acordo para a formação de um governo estável, o que acabaria com a crise política provocada pela eleição na quinta-feira do primeiro Parlamento da Grã-Bretanha sem maioria absoluta em 36 anos.

O conservador William Hague se declarou "otimista para fazer progressos em breve", antes de uma reunião entre os negociadores dos dois partidos nesta segunda-feira em Londres.

"As conversações vão bem e agora nos reunimos para discutir algumas ideias e propostas específicas", completou, sem revelar mais detalhes.

O líder liberal-democrata, Nick Clegg, afirmou à imprensa que os partidos trabalham "dia e noite para alcançar um acordo o mais rápido possível".

"Não acredito que um longo período de incerteza seja bom. Este é o motivo pelo qual queremos chegar a uma decisão o mais rápido possível", declarou Clegg, líder da terceira força do Parlamento, que com 57 deputados pode ter a chave do futuro governo.

"Melhor tomar a decisão correta do que obter algo que não supere o teste do tempo", advertiu logo em seguida.

Após quase seis horas de reunião no domingo, os negociadores retomarão as discussões nesta segunda-feira, três dias depois do líder conservador David Cameron - vencedor das eleições, mas sem o número de deputados suficientes para tirar o primeiro-ministro trabalhista Gordon Brown de Downing Street -, ter proposto a Clegg um pacto "global" para a formação de um governo estável.

Os 'Tories' sonhavam inicialmente com um acordo antes da abertura dos mercados financeiros nesta segunda-feira, para evitar um impacto negativo da incerteza política.

ra/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG