Conservadores devem formar novo governo, diz Clegg

Líder liberal-democrata afirma que Partido Conservdor deve iniciar discussões para formação de novo governo na Grã-Bretanha

EFE |

O líder do Partido Liberal-Democrata, Nick Clegg, disse nesta sexta-feira que corresponde ao Partido Conservador, de David Cameron, dar o primeiro passo para a formação de um governo no Reino Unido, mesmo sem uma maioria absoluta no Parlamento.

AP
Nick Clegg, líder do Partido Liberal-Democrata, dá entrevista nesta sexta-feira
"Disse (durante a campanha eleitoral) que o partido que alcançasse o maior número de votos e cadeiras, ainda que não tivesse a maioria absoluta, seria o primeiro a ter o direito de tentar formar o governo, em minoria ou se aproximando de outros partidos, e sigo pensando o mesmo", afirmou Clegg em frente à sede de seu partido, em Londres.

"Esta manhã, parece que é o Partido Conservador o que tem mais votos e mais cadeiras, mas não uma maioria absoluta. Por isso, penso que agora corresponde ao Partido Conservador demonstrar que é capaz de tentar formar um governo pensando no interesse nacional", acrescentou o líder liberal-democrata.

A apuração oficial das eleições gerais desta quinta-feira no Reino Unido confirmou que não haverá nenhuma força política com maioria absoluta no Parlamento, algo que não ocorre desde 1974.

Faltando conhecer o resultado em 33 das 650 circunscrições do país, o Partido Conservador tem 291 cadeiras, o que matematicamente já lhe impede de alcançar as 326 necessárias para formar governo sozinho.

O Partido Trabalhista, do primeiro-ministro Gordon Brown, tem 247 deputados e o Partido Liberal-Democrata, 51. As outras legendas, principalmente os unionistas norte-irlandeses e nacionalistas escoceses e galeses, dividem outras 27 cadeiras.

    Leia tudo sobre: Grã-Bretanhaeleições

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG