O ex-primeiro-ministro iraniano Mir Hossein Musavi, considerado um conservador moderado apoiado pelos reformistas, registrou neste sábado sua candidatura às eleições presidenciais de 12 de junho.

Musavi, um político discreto, que se define como um reformista que respeita os princípios da revolução islâmica de 1979, retorna ao cenário político após uma ausência de 20 anos.

O ex-premier, de 68 anos, foi nomeado em 1981, um ano depois do ataque ao Irã por parte do Iraque, e sempre teve o apoio do fundador da revolução islâmica, o aiatolá Khomeini.

Atualmente, Musavi é apoiado pelo ex-presidente reformista Mohammad Khatami e pelos principais partidos do campo reformista.

Os outros três candidatos importantes para as eleições de junho são o atual presidente Mahmud Ahmadinejad, o ex-presidente do Parlamento Mehdi Karubi, considerado reformista, e Mohsen Rezaie, ex-diretor dos Guardiães da Revolução, a força ideológica do regime.

O prazo para presentar candidaturas terminou neste sábado. O Conselho dos Guardiães da Constituição examinará as mesmas e anunciará nos dias 20 e 21 de maio quais candidatos estão autorizados a disputar a presidência.

A campanha eleitoral acontecerá de 22 de maio a 10 de junho.

fpn-sgh/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.