Conservador Gianni Alemanno vence Prefeitura de Roma no segundo turno

Roma, 28 abr (EFE).- O candidato do conservador Povo da Liberdade (PDL), Gianni Alemanno, ganhou hoje o segundo turno das eleições para a Prefeitura de Roma com 53,5% dos votos.

EFE |

Alemanno venceu o candidato do progressista Partido Democrata (PD), Francesco Rutelli, ex-prefeito de Roma e ex-ministro da Cultura, que obteve 46,4% dos votos.

A vitória de Alemanno foi confirmada pelo Ministério do Interior quando haviam sido apuradas 2.497, das 2.600 seções eleitorais da capital.

O novo prefeito foi formado politicamente nos ideais do neofascismo e conta com a experiência de ter sido titular do ministério da Agricultura com Berlusconi.

A Prefeitura de Roma passa, assim, para as mãos do partido conservador Povo da Liberdade, de Silvio Berlusconi, vencedor das eleições gerais realizadas na Itália, nos dias 13 e 14 de abril, nas quais obteve maioria absoluta.

Roma era governada até agora por Walter Veltroni, líder do PD, que renunciou o cargo de prefeito para se apresentar às eleições gerais.

No primeiro turno, Rutelli obteve 45,7% dos votos, enquanto Alemanno ficou com 40,7%.

A província de Roma também realizou segundo turno, no qual, ao contrário do que ocorreu nas eleições para a Prefeitura da capital, a vitória foi para o candidato do PD, Nicola Zingaretti, com 51,7%.

O candidato do Povo da Liberdade, Alfredo Antoniozzi, obteve 48,2% dos sufrágios, quando a apuração já havia fechado o resultado de 3.179 das 3.735 seções.

O segundo turno das eleições foi realizado hoje na Itália para renovar o Governo de 43 Prefeituras, nas quais participaram 61,49% dos eleitores, segundo os dados definitivos do Ministério do Interior. EFE cr/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG