Conservador Andrius Kubilius é o novo primeiro-ministro da Lituânia

Vilnius, 27 nov (EFE).- O Seimas (Parlamento) da Lituânia ratificou hoje a candidatura de Andrius Kubilius, líder da conservadora União pela Pátria (UP), como novo primeiro-ministro deste Estado báltico.

EFE |

Um porta-voz do serviço de imprensa do Legislativo informou que "89 deputados do Seimas votaram a favor de Kubilius como primeiro-ministro, 27 contra e 18 se abstiveram".

Espera-se que o presidente lituano, Valdas Adamkus, que apresentou há dois dias ao Parlamento a candidatura de Kubilius, o nomeará hoje ou amanhã.

Segundo a Constituição lituana, o presidente é quem nomeia e destitui o chefe de Governo com a aprovação do Seimas.

Em um prazo de 15 dias, o novo primeiro-ministro deverá apresentar a futura equipe de Governo e seu programa, aprovado pelo presidente.

O acordo da coalizão governante, formada por quatro forças políticas, estabelece que a UP ocupará no novo Governo o cargo de primeiro-ministro e sete ministérios.

Enquanto isto, a União dos Liberais contará com três ministros, e a União dos Liberais Centristas e o Partido do Renascimento Nacional, com dois, respectivamente.

Kubilius anunciou recentemente que pela primeira vez na história da Lituânia a pasta da Defesa poderia ser assumida por uma mulher.

"Para o cargo do ministro da Defesa foi proposta o vice-presidente da UP, Rasa Jukneviciene", membro do comitê de Segurança e Defesa do Legislativo e chefe da delegação do Seimas na Assembléia Parlamentar da Otan, declarou.

O partido liderado por Kubilius, de 51 anos e que já foi primeiro-ministro do país em 1999 e 2000, obteve no pleito 44 cadeiras das 141 que compõem o Parlamento. EFE va/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG