Conselho Supremo xiita pede calma a libaneses e culpa EUA e Israel

Beirute, 8 mai (EFE).- O Conselho Supremo Islâmico xiita do Líbano convocou hoje todos os grupos políticos do país a manterem a calma e acusou EUA e Israel de encorajarem o que descreveu como fitna (discórdia ou confronto em árabe).

EFE |

"Convoco todos a permanecerem com calma e a ficarem à altura de suas responsabilidades para evitarem cair na armadilha da sedição", disse o vice-presidente do Conselho, o xeque Abdelamir Qabalan, em comunicado emitido hoje.

Além disso, a mensagem afirma que as últimas medidas adotadas pelo Governo do primeiro-ministro Fouad Siniora contra o Hisbolá, que lidera a oposição, são um "crime" e pediu ao Executivo que retorne.

"Este crime será considerado como uma agressão contra a dignidade dos cidadãos e nos perguntamos como as pessoas aceitam ser uma ferramenta nas mãos de Israel", declarou. EFE ks/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG