Conselho de Segurança renova mandato das tropas da Otan no Afeganistão

Nações Unidas, 22 set (EFE).- O Conselho de Segurança da ONU renovou hoje o mandato da Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf) da Otan no Afeganistão em uma resolução que critica o alto número de civis mortos nas ações das tropas internacionais.

EFE |

O texto adotado por unanimidade pelos 15 membros do organismo prorroga por 12 meses, a partir do próximo dia 13 de outubro, a autorização das tropas da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) de atuar no país asiático.

No texto, o conselho expressa "sua grave preocupação com o alto número de baixas civis" como resultado dos combates.

O aumento das mortes de civis nos bombardeios das forças internacionais se tornou um delicado problema para o Governo afegão, que acusa as tropas internacionais de minar sua credibilidade entre a população.

A resolução do Conselho de Segurança reconhece que as tropas da Otan e as forças adicionais que Washington tem desdobradas tentam evitar baixas civis, mas considera que devem "tomar firmes medidas adicionais" sobre o assunto.

Mais de três mil pessoas morreram este ano no Afeganistão vítimas da violência, entre elas mais de 1.400 civis. EFE jju/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG