Admitindo preocupação com as perdas civis provocadas pelos combates contra os talibãs, o Conselho de Segurança da ONU prorrogou nesta segunda-feira em um ano o mandato da Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf), sob o comando da Otan no Afeganistão.

Em sua resolução 1833, aprovada por unanimidade, o Conselho da ONU prorrogou o mandato da Isaf até o dia 12 de outubro de 2009.

Dizendo-se "ciente dos problemas causados pela ação conduzida para reagir às ameaças dos talibãs, da Al-Qaeda e de outros grupos extremistas", o Conselho admitiu estar "muito preocupado com o alto número de vítimas civis" decorrente desta ação.

hc/yw

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.