lamenta eleição no Zimbábue - Mundo - iG" /

Conselho de Segurança da ONU lamenta eleição no Zimbábue

NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) lamentou profundamente a decisão do Zimbábue de realizar o segundo turno das eleições presidenciais na sexta-feira já que não havia condições de realizar um pleito livre e justo. O conselho chegou à conclusão de que não existiam condições para realizar eleições livres e justas. E lamentamos profundamente o fato de as eleições terem sido realizadas nessas circunstâncias, disse em um comunicado o embaixador dos EUA junto ao órgão, Zalmay Khalilzad, atual presidente do Conselho de Segurança.

Reuters |

'Os membros do Conselho concordaram com discutir a questão novamente dentro de alguns dias', afirmou o comunicado.

O conteúdo do texto, menos severo do que uma versão anterior dele, viu-se aprovado pelos 15 países-membros do órgão, entre os quais a África do Sul, a China e a Rússia, que antes se opuseram a tratar da questão do Zimbábue dentro do Conselho de Segurança.

Ignorando as pressões internacionais para adiar ou cancelar o pleito, o presidente zimbabuano, Robert Mugabe, manteve seus planos, e isso apesar do fato de ter saído da disputa o candidato oposicionista, Morgan Tsvangirai, que acusou simpatizantes do dirigente de realizar uma campanha de violência e intimidação.

Khalilzad acrescentou que os EUA estavam prontos para falar com outros membros do Conselho sobre a possibilidade de impor sanções contra o Zimbábue.

'Já demos início a discussões com alguns colegas a respeito de uma resolução que imporia sanções direcionadas contra o regime, pressupondo-se que a situação continue a ser a mesma dos últimos tempos', disse o embaixador norte-americano.

Os diplomatas disseram, no entanto, que, em face da resistência da África do Sul, da China e da Rússia, seria improvável a imposição de sanções pelo Conselho. Ao invés disso, medidas do tipo devem ser aprovadas pelos EUA, pela União Européia (UE) e por outros governos do Ocidente.

(Reportagem de Louis Charbonneau)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG