Conselho de Segurança condena atentado de Islamabad

O Conselho de Segurança da ONU condenou duramente nesta segunda-feira o atentado com carro-bomba que deixou mais de 60 mortos no sábado em Islamabad, e reafirmou sua vontade de lutar contra todas as formas de terrorismo.

AFP |

"O Conselho de Segurança condena, nos termos mais enérgicos, o atentado terrorista perpetrado em 20 de setembro em Islamabad, que deixou muitos mortos e feridos, entre os quais diplomatas estrangeiros", declarou o embaixador de Burkina Faso na ONU, Michel Kafando, atual presidente do Conselho.

"Os autores, organizadores e idealizadores desta ação terrorista e os que a financiaram devem ser levados à justiça. A ONU pede a todos os países que cooperem ativamente com as autoridades paquistanesas", acrescentou.

"Qualquer ato de terrorismo é injustificável, independentemente do motivo, do local, do momento e do autor", sentenciou o embaixador, falando em nome do Conselho.

O atentado suicida com carro-bomba cometido na noite de sábado em Islamabad deixou 60 mortos e mais de 260 feridos no hotel Marriott, um estabelecimento de luxo freqüentado por estrangeiros e pela elite paquistanesa.

Um grupo desconhecido chamado "Fedayin do Islã" reivindicou o ataque nesta segunda-feira.

hc/yw/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG