Conselho de Segurança apóia missão da UE no litoral da Somália

Nações Unidas, 2 dez (EFE).- O Conselho de Segurança da ONU deu hoje seu apoio à operação naval da União Européia (UE) contra a pirataria no litoral da Somália e prolongou por um ano sua autorização à entrada nas águas desse país para o combate a esse tipo de crime.

EFE |

A porta-voz da ONU Michele Montas detalhou, em coletiva de imprensa, que os 15 membros do conselho aprovaram hoje por unanimidade uma resolução que estabelece que se permitirá "durante 12 meses mais que os países e as organizações regionais entrem em águas territoriais somalis para repelir atos de pirataria e roubos".

Fora isso, o embaixador da Croácia na ONU, Neven Jurica, anunciou, na qualidade de presidente rotativo do conselho, que um dos países-membros comunicou "informalmente" que a secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, participará de uma reunião do órgão em 16 de dezembro para tratar de novo do assunto.

Há menos de duas semanas, o Conselho de Segurança da ONU adotou uma resolução que impôs novas sanções a pessoas e entidades vinculadas aos piratas que atuam contra o comércio marítimo internacional nas costas da Somália.

Com as medidas, o órgão com maior capacidade de decisão das Nações Unidas procura reforçar o Governo de transição somali e enfraquecer os grupos armados que fomentam a instabilidade na qual está imersa o país há quase duas décadas. EFE mgl/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG