Conselho de Guardiães pode fazer nova apuração parcial no Irã

Teerã, 16 jun (EFE).- O Conselho de Guardiães está disposto a realizar uma nova apuração dos votos, mas apenas das urnas em que existam denúncias de irregularidades, anunciou hoje o porta-voz do organismo, Abbas Ali Kadkhodai.

EFE |

Em entrevista publicada pela agência oficial de notícias "Irna", Kadkhodai afirmou que "o conselho está disposto a recontar os votos nas urnas em que os candidatos acreditam que foram cometidas fraudes".

O principal candidato da oposição, Mir Hussein Moussavi, que se declarou vencedor após o fechamento dos colégios, denunciou ao Conselho de Guardiães que o Ministério do Interior e "um dos candidatos influíram no resultado".

Os resultados provisórios, que devem ser ratificados pelo conselho para que a reeleição seja oficial, deram a vitória ao atual presidente Mahmoud Ahmadinejad, com 62% dos votos.

A surpreendente maioria absoluta do líder gerou uma onda de violência e de protestos em todo o país que na segunda-feira terminou com a morte de pelo menos sete pessoas, além de dezenas de feridos e detidos. EFE jm/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG