Conselho de Guardiães alerta Ahmadinejad sobre uso de recursos públicos

Teerã, 12 mai (EFE).- O Conselho de Guardiães, órgão que supervisiona todo o processo eleitoral no Irã, advertiu o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, ao dizer que ele não pode utilizar fundos e imprensa estatais em sua campanha para a reeleição.

EFE |

Segundo a emissora de televisão local "PressTV", o Conselho, segunda instância de poder no país, avisou a Ahmadinejad que, a partir de agora, suas viagens devem ser financiadas de forma privada, como faz qualquer outro candidato.

Ahmadinejad, que apresentou sua candidatura à reeleição na sexta-feira passada, tinha previsto viajar esta semana à província central de Semnan e à cidade de Robat Karim, vizinha a Teerã.

A decisão do Conselho reflete os protestos de alguns dos outros candidatos à Presidência iraniana, especialmente o ex-presidente do Parlamento Mehdi Karrubi, que há semanas denuncia que as atividades oficiais do presidente se misturam com seus esforços para ser reeleito.

O presidente do Irã anunciou que não pretende gastar fundos públicos em uma campanha eleitoral, mas alguns de seus colaboradores mais próximos, como seu assessor para questões culturais, Javad Shamaqdari, já anunciaram iniciativas como a gravação de um documentário sobre as conquistas da era Ahmadinejad.

As eleições iranianas estão marcadas para o dia 12 de junho. EFE jm/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG