Conselho de Direitos Humanos avaliará impacto da crise dos alimentos

Genebra, 9 mai (EFE).- O Conselho de Direitos Humanos (CDH) da ONU realizará uma sessão especial em 23 de maio para avaliar o impacto da crise do alimentos no mundo, com o apoio do Brasil para a iniciativa, entre outros.

EFE |

A reunião acontecerá por iniciativa de Cuba, em representação ao Movimento dos Não-Alinhados; do Egito, pelo Grupo Africano; do Paquistão, pela Organização da Conferência Islâmica; e da delegação diplomática palestina, pelo Grupo de Estados Árabes, que reuniram o apoio de 41 países para este objetivo.

Além do Brasil, entre os que apóiam a idéia estão também países desenvolvidos, como a França, Alemanha, Japão, Suíça e Espanha, de nações como China e Uruguai.

O forte aumento do preço de vários alimentos básicos, particularmente os cereais, no mercado internacional e sua repercussão entre os pobres gerou uma polêmica a respeito da responsabilidade dos biocombustíveis e da especulação financeira nesta situação.

A ONU pediu a seus doadores fundos suplementares no valor de US$ 775 milhões para atenuar os efeitos desta explosão de preços nos países mais pobres. Além disso, convocou uma cúpula internacional na Itália, de 3 a 5 de junho, para discutir o assunto. EFE is/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG