BAGDÁ - O Conselho Presidencial iraquiano validou o acordo de segurança adotado no mês passado pelo Parlamento e que prevê uma retirada das tropas americanas do Iraque até o fim de 2011, declarou nesta quinta-feira o secretário da presidência iraquiana, Nassir Al-Ani.

O Conselho Presidencial é formado pelo presidente Jalal Talabani, um curdo, e por seus dois vice-presidentes, um sunita e um xiita, que representam as três principais comunidades do país.

Esta instância tinha a possibilidade de aceitar o texto ou de reenviá-lo ao Parlamento para ser emendado. Segundo Nassir Al-Ani, nenhuma modificação foi feita no texto aprovado pelo Parlamento. Um referendo sobre o acordo deve ser realizado em julho.

"Recebemos com satisfação a notícia da ratificação do acordo pelo Conselho Presidencial. Assim, o texto entrará em vigor no dia 1 de janeiro de 2009", afirmaram o embaixador americano em Bagdá, Ryan Crocker, e o comandante-em-chefe das tropas da coalizão, Raymond Odierno, em uma declaração comum.

"A embaixada dos Estados Unidos e a Força Multinacional vão começar a aplicar o acordo imediatamente. Vamos reforçar a cooperação econômica e ajudar o Iraque a preservar seus bens", acrescentaram.

Leia mais sobre Iraque

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.