Paris, 10 jun (EFE).- O Conselho Constitucional da França censurou hoje parte da polêmica lei contra a pirataria na internet, especificamente o trecho que autoriza uma autoridade administrativa a cortar o acesso à rede do internauta reincidente no crime.

Os membros deste órgão argumentam que só um juiz tem competência para impedir o acesso à internet dos usuários que fazem downloads ilegais. EFE pi/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.