Congresso paraguaio adia sessão sobre renúncia de Duarte

Assunção, 7 jul (EFE).- O Congresso paraguaio decidiu hoje adiar a sessão bicameral em que se pronunciaria sobre a renúncia do presidente do país, Nicanor Duarte.

EFE |

Duarte, que está em fim de mandato vai ser substituído pelo ex-bispo Fernando Lugo em 15 de agosto, apresentou sua renúncia ao Congresso em 23 de junho.

Nesse dia, no entanto, os legisladores adiaram o estudo do tema por falta de quórum e convocaram uma segunda sessão para esta segunda-feira.

Jorge Oviedo Matto, líder no Senado da União Nacional de Cidadãos Éticos (Unace), informou que a mesa diretora do Congresso que assumiu interinamente no último dia 1º chegou ao consenso de que este "não é o momento oportuno" para analisar o assunto.

Duarte quer que o Congresso aprove sua renúncia para que possa assumir como senador eleito no pleito de 20 de abril, no qual o partido ao qual pertence, o Colorado, foi tirado do poder por uma ampla coalizão de esquerda liderada por Lugo.

No Paraguai, a Constituição garante aos ex-presidentes uma cadeira de senador vitalício com voz, mas sem voto.

No entanto, Duarte disputou as eleições para ter um mandato de senador comum.

A aceitação da renúncia do chefe de Estado em fim de mandato foi boicotada pela maioria dos legisladores do Partido Liberal Radical Autêntico (PLRA), segundo maior partido do país e principal aliado de Lugo. EFE lb/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG