Congresso italiano não autoriza detenção de deputado acusado de corrupção

Roma, 18 dez (EFE).- A Junta para as autorizações do Congresso da Itália rejeitou hoje o pedido para poder prender o deputado do Partido Democrata (PD) Salvatore Margiotta, supostamente envolvido em um caso de comissões pagas pela companhia petrolífera francesa Total para a exploração na região de Basilicata (sul).

EFE |

Sobre Margiotta e outras seis pessoas pesa uma ordem de detenção pelas irregularidades cometidas na concessão dos contratos concedidos à Total para desenvolver um centro de extração e refino de petróleo nesta região do sul da Itália.

Entre elas foi detido na última terça o executivo-chefe da companhia petrolífera Total Itália, Lionel Levha, e outros diretores da empresa francesa.

Mas no caso de Margiotta, por causa de sua condição de parlamentar, era necessária a autorização da Câmara dos Deputados para realizar a prisão domiciliar indicado pela promotoria.

Segundo os investigadores, Margiotta teria recebido 200.000 euros em troca de agir como intermediário a favor da concessão de contratos à Total.

Apesar de Margiotta ter renunciado a sua imunidade, os membros da Junta para as autorizações do Congresso, órgão que deve decidir sobre a imunidade dos deputados, votaram por unanimidade contra a detenção, com exceção do partido da oposição Itália dos Valores.

Para Antonio Leone, deputado do partido governamental Povo da Liberdade (PDL), "não existe nenhuma acusação que justifique sua detenção" e denunciou "uma espécie de mania persecutória" da promotoria contra Margiotta.

O porta-voz nesta entidade do opositor Partido Democrata (PD), Lorenzo Ria, concordou com seu rival político ao assegurar que nas 500 páginas do promotor "faltam os orçamentos para que se exija uma prisão domiciliar".

A questão passará amanhã para o plenário da Câmara dos Deputados, que terá que votar se confirma a posição expressa pela Junta para as autorizações. EFE ccg/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG