Congresso internacional em Madri debate futuro do petróleo

Madri, 29 jun (EFE).- O 19º Congresso Mundial do Petróleo começa nesta segunda-feira em Madri com a presença de representantes de Governos, instituições e profissionais do setor que analisarão a evolução da commodity, em um contexto de forte alta de preços com incidência nas economias nacionais.

EFE |

Durante quatro dias, Madri receberá representantes de mais de 50 países que integram o Conselho Mundial do Petróleo, assim como membros de entidades como a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), a Agência Internacional de Energia (AIE), a ONU e a Transparência Internacional.

Alguns dirigentes de petrolíferas e empresas de gás de todo o mundo também estarão presentes, já que o Congresso mostrará os avanços nesse âmbito.

Os organizadores escolheram como lema do congresso "Um mundo em transição: fornecimento de energia para um crescimento sustentável", que expressa claramente os temas a serem debatidos.

O desenvolvimento econômico gera dependência de determinadas fontes de energia. Por esse motivo, a reunião tratará do conceito de segurança energética no momento em que são buscadas alternativas ao petróleo.

Tudo isso somado à preocupação com o efeito do desenvolvimento produtivo na mudança climática do planeta, que conduz à idéia de respeito ao meio ambiente.

O congresso acontecerá no momento em que o valor do petróleo supera os US$ 140 o barril, o que explica as dificuldades financeiras atuais de alguns países.

Em alguns Estados europeus houve movimentos de transportadoras e pescadores para protestarem contra o alto preço dos combustíveis.

O encarecimento da commodity tem efeito imediato na inflação e acaba prejudicando todos os consumidores. EFE jgb/fh/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG