Congresso dos EUA envia orçamento bélico de US$106 bi para Obama

Por Jeremy Pelofsky WASHINGTON (Reuters) - O Congresso dos Estados Unidos enviou nesta quinta-feira um orçamento de 106 bilhões de dólares para que o presidente Barack Obama banque as guerras do Iraque e do Afeganistão, depois de uma disputa que pode antecipar brigas mais duras na agenda de Obama.

Reuters |

A conta, atrasada por disputas sobre a rapidez do fechamento da prisão de Guantánamo e do crescimento da ajuda ao Fundo Monetário Internacional (FMI), ressalta as dificuldades que Obama pode enfrentar no Congresso mesmo com o controle da Câmara e do Senado por seus colegas democratas.

O orçamento contém 79,9 bilhões de dólares para a continuação das duas guerras, 7,7 bilhões para o combate à gripe H1N1, e 1,4 bilhão de dólares para ajuda ao Paquistão, que combate militantes do Taliban perto da fronteira com o Afeganistão.

"A proposta representa um compromisso equilibrado entre as questões e o financiamento recomendado pela Câmara e pelo Senado", disse o senador democrata Daniel Inouye, presidente do Comitê de Verbas do Senado.

O Senado aprovou o texto por 91 votos a 5, com a maioria dos republicanos aderindo aos democratas pela aprovação. Obama deve sancionar a lei. Na terça-feira, a aprovação pela Câmara contou com apenas cinco votos republicanos e teve 32 votos contrários no Partido Democrata.

Os democratas têm maioria na Câmara, mas ainda precisam controlar democratas de centro e ganhar alguns votos republicanos no Senado para impedir obstruções por parte da oposição.

Após semanas de tensas negociações entre a Casa Branca, os democratas e os republicanos, os parlamentares colocaram limites sobre a tentativa de Obama para fechar a polêmica prisão de Guantánamo, em Cuba, onde mais de 200 suspeitos de terrorismo são mantidos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG