Congresso da Bolívia debate amanhã o bônus aos incapacitados

La Paz, 18 ago (EFE) - O Congresso Nacional da Bolívia discutirá amanhã a concessão de um bônus aos incapacitados, coletivo que está há um mês em greve e que protagonizou vários atos de protesto contra o Governo de Evo Morales para reivindicar essa ajuda.

EFE |

Os incapacitados bolivianos pedem que o Governo cumpra sua promessa de dar uma ajuda anual de três mil pesos bolivianos (US$ 423) e, para isso, organizaram concentrações e manifestações por todo o país.

Os protestos deste coletivo ganharam especial relevância na semana que antecedeu o referendo sobre mandatos de 10 de agosto, como parte da onda de protestos sociais que afetou o país.

Mas o momento mais conflituoso dos atos ocorreu na sexta-feira passada em Santa Cruz, quando um grupo de incapacitados foi dispersado violentamente pela Polícia das instalações da estatal Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB) nesta cidade.

Esta ação policial gerou uma série de confrontos violentos na cidade entre policiais e incapacitados, aos quais se somaram membros da radical União Juvenil de Santa Cruz (UJC) e outros grupos de autonomista, que cercaram e atacaram o Comando da Polícia em Santa Cruz.

Os senadores e deputados governistas e opositores mostraram sua vontade de aprovar a ajuda econômica, apesar das divergências existentes entre ambos.

Os incapacitados do departamento de Tarija (sul) ameaçaram fechar, a partir de amanhã, a ponte internacional na cidade de Yacuiba, fronteiriça com a Argentina, para exigir o bônus solidário, segundo informou a "Red Erbol". EFE lav/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG