Congressistas republicanos criticam transferência de prisioneiros a Illinois

Congressistas republicanos manifestaram oposição taxativa ao plano do governo de Barack Obama de transferir os detentos do centro de reclusão de Guantánamo para uma prisão no estado de Illinois.

AFP |

A Casa Branca anunciou a decisão na terça-feira, em um comunicado no qual informava que o governo federal comprará o Thomson Correctional Center no estado do norte do país. Com o projeto, Obama tenta cumprir a promessa de fechar o polêmico centro de detenção na ilha de Cuba.

"Ao transferir terroristas conhecidos para o território americano, o governo de Obama está colocando as relações públicas internacionais à frente de nossa segurança pública", afirmou o representante por Indiana Mike Pence.

O líder da minoria republicana na Câmara de Representantes, John Boehner, anunciou que não votará "para gastar nem um dólar na transferência dos prisioneiros aos Estados Unidos".

Até mesmo senadores republicanos que apoiaram o fechamento da prisão de Guantánamo manifestaram dúvidas.

"Temo que o governo tenha perdido o rumo no esforço para fechar Guantánamo o mais rápido possível", disse o senador pela Carolina do Sul Lindsey Graham.

Antecipando a situação, o comunicado que informava a decisão de comprar a penitenciária em Illinois explicava que o presidente Barack Obama "não tem nenhuma intenção de liberar os prisioneiros de Guantánamo em território americano".

Quase vazia no momento, a prisão - que pode receber até 1.600 detentos - pertence atualmente ao estado de Illinois e fica em uma zona rural 200 km ao oeste de Chicago.

bur-sah/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG