Congressistas dos EUA pedem saída imediata de tropas russas da Geórgia

Washington, 12 ago (EFE).- Líderes democratas e republicanos do Congresso dos Estados Unidos pediram hoje à Rússia que retire imediatamente suas tropas da Geórgia e dê garantias à comunidade internacional de que respeitará suas fronteiras.

EFE |

Em comunicado conjunto, os principais líderes dos dois partidos no Congresso criticaram energicamente "a invasão russa da Geórgia", um firme aliado dos EUA no Cáucaso.

"A liderança bipartidária da Câmara de Representantes está unida em sua condenação mais enérgica da recente invasão russa do Estado soberano da Geórgia", declararam os congressistas no comunicado.

A presidente da Câmara de Representantes, a democrata Nancy Pelosi, afirmou que a ação militar russa é "um esforço para intimidar o Governo eleito livremente da Geórgia e também os Governos de outros Estados democráticos nas fronteiras da Rússia".

Neste mesmo sentido se pronunciou o democrata Steny Hoyer, que reiterou a postura do Congresso americano a favor da "integridade territorial" da Geórgia.

Já o líder da minoria republicana na Câmara Baixa, John Boehner, pediu que a comunidade internacional "fale com uma só voz para condenar as ações de Moscou e pedir a retirada das tropas russas da Geórgia".

"Além disso, devemos permanecer comprometidos com um diálogo contínuo para promover a paz, a estabilidade e a democracia nas repúblicas da ex-União Soviética", acrescentou.

O legislador republicano Roy Blunt elogiou o anúncio do presidente russo, Dmitri Medvedev, de que a Rússia cessou as operações militares, mas pediu que este ordene imediatamente a retirada de suas tropas de solo georgiano "e assegure à comunidade internacional que sua nação respeitará as fronteiras".

As declarações dos congressistas são proferidas ao mesmo tempo em que os países do Ocidente promovem um plano da UE para solucionar o conflito entre Geórgia e Rússia pela província separatista da Ossétia do Sul. EFE mp/bm/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG