Congressista é condenado por favorecer reforma para reeleição de Uribe

Bogotá, 3 jun (EFE).- A Suprema Corte de Justiça da Colômbia condenou hoje o ex-congressista Teodolindo Avendaño a oito anos de prisão por facilitar a aprovação da reforma constitucional que permitiu a reeleição do presidente colombiano, Álvaro Uribe, em 2006.

EFE |

De acordo com o presidente da sala penal da Suprema Corte, Julio Socha, o ex-parlamentar foi condenado por enriquecimento ilícito e suborno, crime que se configura ao pedir ou aceitar favores em troca de algo.

Avendaño recebeu bens, entre eles um cartório, em troca de ausentar-se, em 2004, da votação do projeto de reeleição presidencial.

O político, que era membro da Câmara de Representantes pelo Partido Conservador, foi detido em maio e atualmente se encontra em uma prisão de Bogotá. EFE ocm/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG