Confrontos no Paquistão matam 25 talibans e 5 soldados

Por Junaid Khan MINGORA (Reuters) - Vinte e cinco militantes talibans e cinco soldados paquistaneses foram mortos em um combate violento no vale de Swat, no noroeste do país, disse um porta-voz do Exército nesta quarta-feira.

Reuters |

O conflito aconteceu de madrugada em um vilarejo perto de Matta, conhecida fortaleza dos militantes na região, após 70 militantes terem atacado um posto de segurança.

'O ataque foi respondido com sucesso, resultando na morte de 25 perversos', disseram os militares em comunicado.

Um porta-voz do Exército em Swat disse à Reuters que cinco militares foram mortos, entre eles um oficial.

'Cinco de nossos bravos soldados foram martirizados', acrescentou ele. O militar afirmou ainda que um toque de recolher foi imposto no vale de Swat até segunda ordem.

Muslim Khan, porta-voz dos militantes liderados pelo clérigo Fazlullah, confirmou o conflito mas disse que somente um de seus combatentes foi morto.

Separadamente, os militantes mataram uma mulher afegã acusada de ser espiã dos Estados Unidos na região tribal de Waziristão do Norte, na fronteira com o Afeganistão.

As autoridades paquistanesas assinaram um pacto de paz com os militantes em Swat no mês de maio, acalmando meses de violência, mas os militantes aumentaram suas atividades nas últimas semanas, acusando o governo de não honrar o acordo.

(Por Zeeshan Haider)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG