Confrontos no Afeganistão deixam 32 talibãs mortos

Cabul, 28 jun (EFE) - Pelo menos 32 supostos talibãs morreram no sul do Afeganistão em combates com as forças afegãs e a coalizão liderada pelos Estados Unidos, que bombardeou a região, informou hoje o comando americano em comunicado. O primeiro choque ocorreu em 26 de junho na província de Uruzgan (sul), quando um grupo de insurgentes atacou uma patrulha conjunta das forças afegãs e americanas e as tropas responderam abrindo fogo, após o que a aviação dos EUA bombardeou a zona, segundo a nota. Pouco depois, os talibãs atacaram uma nova patrulha no distrito de Khas, situado na mesma província. Tiveram início, então, intensos combates que acabaram com a vida de 29 insurgentes, segundo o comunicado, que afirma que alguns talibãs tentaram fugir se disfarçando de mulher. Dois policiais afegãos e uma criança de 10 anos ficaram feridos durante os choques. Os combates entre as forças internacionais e afegãs e a insurgência talibã são constantes, especialmente na parte sul do país, onde predomina a etnia pashtun, a mesma dos talibãs. Neste ano, 1.800 pessoas morreram por causa da violência no Afeganistão.

EFE |

EFE nh/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG