Confrontos na Nigéria matam 150; governo impõe toque de recolher

ABUJA (Reuters) - O vice-presidente nigeriano, Goodluck Jonathan, ordenou o envio de tropas para a cidade central de Jos nesta terça-feira a fim de restaurar a ordem naquele local, depois que cerca de 150 pessoas foram mortas em três dias de confrontos religiosos. A polícia impôs um toque de recolher por 24 horas para amenizar as tensões entre grupos islâmicos e cristãos para evitar uma repetição dos confrontos de novembro de 2008, quando centenas de moradores morreram na luta mais sectária do país em anos.

Reuters |

"No momento, o Exército foi enviado junto com a polícia para normalizar a situação", disse o Conselheiro de Segurança Nacional, Saraki Murtar.

(Reportagem de Felix Onuah)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG