Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Confrontos matam 28 policiais e milicianos pró-governo no Iraque

Bagdá, 24 set (EFE).- Os combates hoje com grupos armados ao sudoeste de Baquba, capital da província de Diyala, deixaram 28 mortos, entre policiais e milicianos iraquianos, e seis feridos, segundo fontes do Ministério do Interior do Iraque.

EFE |

As fontes disseram que os confrontos causaram a morte de 20 agentes da ordem, entre eles três oficiais, e oito membros da milícia sunita pró-governamental Conselho da Salvação.

Antes, as mesmas fontes tinham informado que os enfrentamentos tinham deixado 18 mortos e seis feridos.

As fontes disseram que os choques começaram quando os grupos armados atiraram contra os policiais e os milicianos que realizavam uma operação de segurança nas localidades de Al-Rasul e Al-Uzmaniya.

Além disso, disseram que, até agora, não foi possível determinar o número de baixas entre os atacantes, porque os combates continuam.

Também anteciparam que reforços do Exército iraquiano foram para a zona a fim de ajudar a Polícia e a milícia nos enfrentamentos.

Diyala, ao nordeste de Bagdá e habitada por uma população mista de sunitas, xiitas e curdos, é cenário desde julho passado de uma ampla campanha de segurança contra os redutos da resistência e da rede terrorista Al Qaeda. EFE am/an

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG