Confrontos matam 20 e ferem mais 20 na Somália

MOGADÍSCIO - Pelo menos 20 pessoas morreram e outras 20 ficaram feridas em enfrentamentos na região de Bakol, perto da fronteira com a Etiópia, entre as forças do governo e os rebeldes radicais islâmicos que tentam derrubá-lo, informaram porta-vozes das duas partes.

Redação com agências internacionais |

Segundo as fontes, os insurgentes atacaram os soldados do governo no distrito de Yeet, cerca de 400 quilômetros ao oeste de Mogadíscio, perto da fronteira com a Etiópia, e os dois lados afirmam que venceram a batalha.

A maioria dos 20 mortos foi de efetivos governamentais e rebeldes que participaram dos enfrentamentos, mas também há civis entre as vítimas fatais.

O comandante das forças governamentais, Adam Mohammed Noor, confirmou que três de seus soldados morreram no enfrentamento e que os insurgentes atacaram sua base à noite.

"Atacaram-nos ontem à noite, e nós destruímos dois de seus veículos militares. Matamos mais de 20 rebeldes", afirmou Noor através de telefone via satélite, detalhando que seus efetivos estão lutando contra rebeldes estrangeiros, e que darão provas disso aos meios de comunicação.

Além disso, o porta-voz do grupo insurgente Al-Shabaab, Sheikh Ali Mohamud, confirmou que eles atacaram as forças governamentais em uma "operação especial".

"Lançamos uma operação especial em Yeet que teve êxito, e destruímos dois veículos militares dos soldados", disse Mohamud. "Recuamos as tropas como parte de nossa tática militar", acrescentou.

Mohamud se negou a confirmar o número de baixas entre suas fileiras, mas admitiu que rebeldes estrangeiros tinham participado do ataque.

Leia mais sobre Somália

    Leia tudo sobre: somália

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG