Confrontos entre Polícia e muçulmanos deixam 32 mortos na Nigéria

Lagos, 26 jul (EFE).- Trinta e duas pessoas morreram em confrontos entre forças policiais nigerianas e rebeldes islâmicos no estado de Bauchi, no norte do país, informaram hoje fontes oficiais.

EFE |

Cinco dos insurgentes islâmicos morreram no sábado durante um ataque ao batalhão policial de Bauchi, enquanto o restante faleceu hoje em consequência dos enfrentamentos subseqüentes, segundo disseram à Agência Efe integrantes das forças da ordem que pediram o anonimato.

Pelo menos 100 suspeitos foram detidos. Uma grande quantidade de armas, munição, uniformes militares e explosivos foram apreendidos pela Polícia.

Os rebeldes pertencem a uma seita islâmica que se opõe ao sistema educacional do Ocidente e que apoia a imposição da "Sharia" ou Lei Islâmica em território nigeriano.

A Nigéria possui uma população de mais de 140 milhões de pessoas.

A grande maioria dos cidadãos do sul do país é cristã e a maior parte dos habitantes do norte é muçulmana, embora também exista um bom número de animistas.

Os casos de violência relacionada à religião são frequentes, especialmente nos estados muçulmanos do norte. EFE da/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG