Confrontos entre militares e rebeldes matam ao menos 37 no Paquistão

Islamabad, 1º set (EFE).- As tropas paquistanesas mataram pelo menos 37 insurgentes em ofensivas realizadas nas últimas 24 horas em várias regiões do noroeste do país, informaram fontes militares à Agência Efe.

EFE |

Na região tribal de Khyber, na fronteira com o Afeganistão, cerca de 35 fundamentalistas, supostamente pertencentes a um grupo islâmico, perderam a vida num confronto com soldados da Guarda de Fronteiras. Segundo um porta-voz da corporação, um número indeterminado de rebeldes ficou ferido na ação.

"A ofensiva teve o apoio de helicópteros de combate. Destruímos vários esconderijos dos insurgentes, pelo menos quatro", acrescentou a fonte, segundo quem outros 40 fundamentalistas foram detidos.

O porta-voz evitou identificar o grupo contra o qual foi lançado o ataque. Porém, a imprensa paquistanesa disse que as vítimas eram do Lashkar-e-Islam (LI).

Comandado por Mangal Bagh, que tem grande influência em Khyber, o LI não está totalmente alinhado com os talibãs, mas está envolvido em vários delitos na região.

Já no Vale do Swat (norte), soldados lançaram ofensivas contra várias áreas. O saldo das operações foi de dois mortos e 15 detidos, segundo um comunicado divulgado hoje pelo Exército.

De acordo com a nota, 105 fundamentalistas se entregaram voluntariamente às autoridades.

A imprensa, no entanto, elevou para 15 o número de rebeldes mortos nos combates a quinze, informação desmentida por um porta-voz militar. EFE igb/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG