Confrontos entre militares e paramilitares desloca 1.600 na Colômbia

Bogotá, 20 ago (EFE).- Cerca de 1.

EFE |

600 camponeses da localidade colombiana de Policarpa deixaram suas casas para escapar de um novo enfrentamento entre tropas do Exército e uma nova organização paramilitar, denunciaram hoje fontes não-governamentais de Bogotá.

A Consultoria para os Direitos Humanos e o Deslocamento (Codhes) explicou que o êxodo começou no sábado passado, com o recrudescimento dos combates entre o Exército e a chamada Organização Nova Geração (ONG), grupo paramilitar a serviço de narcotraficantes na região, e que conta com uma força de 400 homens.

Segundo testemunhos de aldeões obtidos pela Codhes, os moradores aproveitaram um breve cessar-fogo para deixar Policarpa (cerca de 650 quilômetros de Bogotá), no departamento de Nariño, fronteiriço com o Equador.

"Além de seu trabalho de segurança para os narcotraficantes, a ONG montou um gigantesco sistema de controle territorial e extorsão nas zonas urbanas (da região)", advertiu a Codhes. EFE jgh/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG