Nova Délhi, 6 out (EFE).- Os confrontos entre imigrantes bengaleses e uma tribo da região indiana de Assam já deixaram 40 mortos e 100.

000 deslocados, informou hoje uma fonte oficial.

O chefe do Governo regional, Tarun Gogoi, citado pelas agências indianas, explicou que os distúrbios, que começaram na última sexta nos distritos de Udalguri e Darrang, se espalharam para o distrito de Chirang.

Um grupo de membros da tribo bodo matou hoje duas pessoas, uma delas uma mulher grávida, durante um protesto, informou uma fonte policial.

"Até o momento 500 casas foram incendiadas e mais de 100.000 pessoas buscaram refúgio nos acampamentos", declarou Gogoi.

Por outro lado, o responsável de Saúde do Governo de Assam, Himanta Biswa Sarma, acusou o partido local Frente Nacional Democrático da Terra dos Bodos de instigar a violência com seu programa político de "limpeza étnica", informa a "Ians".

"Querem que todos os não bodos saiam da região. É um programa sistemático", declarou Sarma.

Um contingente adicional de 2.000 paramilitares se posicionou hoje nas regiões dos distúrbios, que se juntam às 10 companhias do Exército que já foram destacadas para controlar a violência. EFE jrc/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.