Tamanho do texto

Beirute, 11 mai (EFE).- Partidários do grupo xiita Hisbolá e simpatizantes do dirigente druso Walid Jumblatt, membro da maioria parlamentar libanesa anti-Síria, se enfrentaram hoje no sudeste do Líbano, depois do fim dos combates em Trípoli.

Por enquanto, os confrontos continuam em várias localidades da zona montanhosa de Alley, ao sudeste de Beirute, uma região de maioria drusa.

A imprensa libanesa informa que os confrontos ocorrem nas localidades de Aitat, Kayfun, Bsous, Maite e Choueifat, todas elas em Alley, na região do Monte Líbano.

Em declarações à televisão libanesa, Walid Jumblatt disse que manteve contatos com o presidente do Parlamento e dirigente da oposição, o xiita Nabih Berri, para apaziguar a situação na zona.

Segundo Jumblatt, os dois decidiram encarregar ao dirigente druso Talal Arslan - rival do primeiro e que mantém boas relações com os xiitas - a gestão do conflito na zona do Monte Líbano, no sudeste do país.

Arslan disse em discurso televisionado que pediu aos militantes da oposição o fim imediato dos confrontos e a entrega das armas, e entrou em contato com o Exército para que se mobilize na zona.

Enquanto isso, em Trípoli, cenário de combates entre ontem à noite e esta manhã, a situação se tranqüilizou, assim como em Beirute, onde a situação hoje foi de calma e normalidade. EFE ks/an