Confrontos entre Hamas e Fatah deixam 4 mortos

Quatro pessoas morreram e cerca de 60 ficaram feridas neste sábado em confrontos entre militantes dos grupos rivais Hamas e Fatah na cidade de Gaza. Segundo relatos, membros do Hamas - grupo islâmico que controla a Faixa de Gaza - cercaram a casa de uma família suspeita de ligação com um atentado nsemana passada que deixou seis pessoas mortas, entre elas um comandante da ala militar do Hamas e uma criança.

BBC Brasil |

O Hamas afirma que a responsabilidade do ataque é do Fatah, mas o grupo nega a autoria do atentado.

Neste sábado, os militantes do Hamas usaram granadas e morteiros para tentar invadir a casa, conforme relatos.

A família, chamada de Hilles, é ligada ao Fatah e negou envolvimento nos ataques. No entanto, um porta-voz do Ministério do Interior, controlado pelo Hamas, disse que a família escondia suspeitos de participação no ataque em sua casa.

"A família Hilles se transformou em uma força militar, e membros da família têm atacado, seqüestrado e até mesmo assassinado pessoas", disse o porta-voz Ehab al-Ghasin.

"Nós devemos dar um fim aos ataques deles contra cidadãos inocentes", afirmou Ghasin.

Israel

Membros do Exército israelense afirmaram que dezenas de integrantes da família perseguidos pelo Hamas receberam permissão para cruzar a fronteira.

Entre eles estaria Ahmed Hilles, líder do clã e importante membro do Fatah.

Os feridos foram levados a hospitais israelenses, e o restante para Ramallah, na Cisjordânia, que é controlada pelo Fatah.

Os episódios de violência deste sábado foram os mais graves em uma semana de confrontos entre os dois grupos, na qual dezenas de pessoas foram presas em Gaza e na Cisjordânia.

    Leia tudo sobre: hamas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG