Confrontos em região tribal matam pelo menos 32 no Paquistão

Islamabad - Pelo menos 25 supostos insurgentes e sete militares morreram em confrontos travados numa região tribal na fronteira do Paquistão com o Afeganistão, informaram neste domingo fontes militares.

EFE |

O porta-voz do Exército Athar Abbas disse à Agência Efe que, na noite deste sábado, um grupo de homens armados atacou um posto de controle das forças de segurança no Waziristão do Sul, reduto do líder dos talebans paquistaneses, Baitulá Mehsud.

Após a investida, teve início uma troca de tiros, que terminou com um saldo 15 insurgentes e três soldados mortos, seis militares feridos e outros quatro desaparecidos.

Também no Waziristão do Sul, dez rebeldes morreram em outro confronto com as forças de segurança, que perderam quatro militares.

Em nota, o comando militar paquistanês diz que os combates foram registrados após o ataque de um grupo de insurgentes a um comboio militar.

Por sua vez, uma fonte política, citada pelo emissora "Geo TV", elevou para 50 o número de mortos em várias ofensivas lançadas pelas forças de segurança na região.

De acordo com esta versão, as tropas iniciaram uma operação em Spinkai Raghzai para combater os insurgentes, que nas últimas semanas atacaram várias vezes as forças de segurança.

Leia também:

Leia mais sobre: violência

    Leia tudo sobre: farcviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG