Confrontos em porto sul-coreano contra reinício de importação de carne dos EUA

Policiais e manifestantes se enfrentaram no porto sul-coreano de Pusan (sul) por causa da retomada, em vigor a partir desta quinta-feira, das importações de carne bovina dos Estados Unidos.

AFP |

Um manifestante foi ferido e dois foram detidos no principal porto da Coréia do Sul, onde mais de 100 pessoas atenderam a um chamado da Confederação Coreana de Sindicatos (KCTU).

"Nossa luta começou hoje para impedir a distribuição de carne bovina americana em nosso país", declarou o porta-voz da KCTU, Woo Moon-Sook.

Os manifestantes ameaçaram bloquear a distribuição de 3.300 toneladas de carne bovina americana congeladas em um depósito de Pusan. No total, 5.500 toneladas de carne esperam distribuição por todo o país.

Milhares de sul-coreanos protestaram nas últimas semanas contra a retomada das importações.

A população critica o governo, que não teria levado em consideração o risco de que a carne americana possa introduzir no país o mal da vaca louca (ESB, encefalopatia espongiforme bovina).

Diante do clamor popular, o governo de Seul obteve das autoridades de Washington uma série de garantias adicionais sobre os controles sanitários da carne bovina.

jkw/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG