Confrontos em cidade afegã explodem com ataques suicidas

KHOST, Afeganistão, 25 de julho (Reuters) - Confrontos na volátil cidade afegã de Khost voltaram a explodir neste sábado, afirmaram autoridades e testemunhas, que citaram ataques suicidas com bombas contra edifícios da polícia e do governo. Militares norte-americanos receberam informações de ataques suicidas em Khost e começaram a investigar a situação, mas ainda não há detalhes sobre a situação na região, informou uma porta-voz das forças dos Estados Unidos na capital afegã, Cabul.

Reuters |

Salahuddin Ayubi, porta-voz da rede Haqqani, alinhada com o Taliban, afirmou que um carro-bomba atacou um edifício do governo na cidade, explodindo portões para permitir que atiradores e mais atacantes suicidas entrassem a pé no complexo. Ele afirmou que o ataque causou "grandes baixas".

Um repórter da Reuters na cidade ouviu duas explosões, mas não foi possível determinar imediatamente número de vítimas.

Os ataques aconteceram em um padrão similar às incursões promovidas por atiradores e suicidas do Taliban, alguns vestidos de mulheres, na cidade de Gardez, no leste do país, na terça-feira. Nesses ataques, nove pessoas morreram.

Houve também tentativas de ataques suicidas contra a cidade de Jalabad, próxima da fronteira do Afeganistão com o Paquistão, no mesmo dia.

A violência este ano no país atingiu os piores níveis desde que o governo Taliban foi retirado do poder pela invasão de forças lideradas pelos Estados Unidos, em 2001.

Os ataques pelo país também recrudesceram desde que milhares de fuzileiros norte-americanos e tropas britânicas lançaram grandes ofensivas na província de Helmand, controlada pelo Taliban, no sul do país, no início deste mês.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG