Confrontos deixam um morto e dezenas de feridos no Egito

Cristãos coptas entram em choque com as forças de segurança após suspensão de construção de igreja no Cairo

iG São Paulo |

Confrontos entre policiais e manifestantes cristãos coptas deixaram um morto e dezenas de feridos nesta quarta-feira no Cairo depois da suspensão da construção de uma igreja em um subúrbio do sul da cidade.

AP
Crianças egípcias fogem durante tumulto entre cristãos coptas e forças de segurança no Cairo
Os enfrentamentos, registrados no bairro de Talibiya, no sudoeste da capital egípcia, deixaram pelo menos 35 feridos, incluindo 15 manifestantes e 20 policiais. O morto é o copta Makarios Gad Chokr, de 19 anos. A polícia usou granadas de gás lacrimogêneo em resposta às pedras e aos coquetéis molotov lançados pelos manifestantes. Entre 70 e 80 manifestantes foram detidos.

Segundo o advogado e ativista copta Najib Gibrail, são "inúmeros" os cristãos feridos, alguns deles com gravidade, e crianças e mulheres que estavam no lugar sofreram os efeitos do gás lacrimogêneo.

De acordo com a agência Mena, os cerca de 3 mil participantes do protesto se reuniram em frente a uma igreja e entoaram palavras de ordem para reivindicar a continuação das obras do templo. Segundo testemunhas, eles gritavam "com nosso sangue, nossa alma, sacrificamos nossas vidas pela cruz" e denunciaram a discriminação que sofrem da maioria muçulmana do país.

Os coptas são a comunidade cristã mais numerosa do Oriente Médio. Representam de 6% a 10% da população do Egito, onde a grande maioria é muçulmana sunita.

Estes enfrentamentos agravam o clima de tensão política que atravessa o Egipto dias antes das eleições legislativas, previstas para domingo.

*Com EFE e AFP

    Leia tudo sobre: egitocristão coptas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG