Confrontos deixam mais de 20 mortos no sul do Quirguistão

Governo declara estado de emergência após violência étnica na segunda maior cidade do país, que também deixou mais de 300 feridos

iG São Paulo |

Confrontos deixaram pelo menos 23 mortos na noite de quinta-feira em Osh, a segunda maior cidade do Quirguistão, informaram as autoridades do país nesta sexta-feira.

Mais de 300 ficaram feridos quando centenas de jovens entraram em confronto nas ruas da cidade, que fica no sul do país. Por causa da violência, foi declarado estado de emergência, e veículos blindados estão na cidade. Segundo autoridades, a calma já foi restaurada.

O vice-presidente do governo provisório do Quirguistão, Azimbel Beknazarov, declarou que os distúrbios na região de Osh, onde vive uma importante minoria uzbeque, são de caráter étnico.

A violência começou na quinta-feira à noite no centro de Osh, após uma briga em massa entre jovens quirguizes e uzbeques, que deu origem a atos de vandalismo.

Segundo o Ministério do Interior quirguiz, que anunciou a detenção de cinco suspeitos de causar os distúrbios, os envolvidos queimaram vários veículos e lojas no centro da cidade.

"Todas as unidades do Ministério do Interior foram colocadas em estado de alerta máximo", disse o porta-voz do Ministério, Rajmatil Ajmedov, em declarações a uma rede de televisão local.

A presidente interina do Quirguistão, Roza Otumbayeva, anunciou a convocação de uma reunião de emergência do Executivo para analisar a situação em Osh e adotar medidas para estabilização.

*Com EFE e BBC

    Leia tudo sobre: Quirguistãoconfrontos étnicosviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG