Confronto no aeroporto boliviano de Pando deixa 1 morto, diz deputado

La Paz, 12 set (EFE).- Um deputado opositor da Bolívia denunciou hoje a morte de uma pessoa e o registro de três feridos durante uma tentativa das Forças Armadas de seu país de recuperar o controle do aeroporto da cidade de Cobija, capital do departamento (estado) de Pando.

EFE |

O terminal aéreo foi tomado por manifestantes autonomistas.

"Antes de ser decretado estado de sítio (em Pando), chegou o Exército à cidade de Cobija, entrou no aeroporto e matou uma das pessoas (...), ferindo outras três", disse a uma rádio local o deputado Ronald Camargo, que se encontrava no terminal, segundo disse.

Camargo, chefe do grupo parlamentar de Pando, disse que após os disparos "teve início uma grande desordem" entre militares e pessoas ligadas ao movimento autonomista regional.

Segundo emissoras de rádio, os manifestantes trataram de impedir a aterrissagem de um avião militar.

Fontes do Ministério da Defesa boliviano consultadas pela Agência Efe disseram que ainda não têm dados sobre o enfrentamento no aeroporto de Pando nem sobre a situação do avião militar.

O vice-ministro de Coordenação com Movimentos Sociais e Sociedade Civil da Bolívia, Sacha Llorenti, afirmou que o avião militar foi recebido com "uma rajada de metralhadora".

"Há gente armada, com armamento pesado, com armamento de guerra", completou Llorenti, que falou da presença de "sicários" no local.

O Governo decretou hoje estado de sítio no departamento de Pando, no norte do país, devido aos seguidos atos de violência registrados na região nos últimos dias.

Segundo versões extra-oficiais que circularam nas últimas horas, o número de mortos pelos enfrentamentos em Pando já chegaria a 15.

EFE ja/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG