Confronto entre soldados e Cortes Islâmicas deixa mais de 20 mortos na Somáli

Mogadíscio, 8 jun (EFE).- Mais de 20 pessoas morreram hoje e outras 50 ficaram feridas na capital da Somália como conseqüência de um enfrentamento entre tropas etíopes e somalis com membros das Cortes Islâmicas, que controlam o sul do país.

EFE |

Este confronto aconteceu esta manhã no mercado de Bakara, que fica no centro da cidade, quando os soldados realizavam buscas em casas atrás de armamento, foram atacados pelos islâmicos, disse um membro da União de Comerciantes de Mogadíscio, Sharif Sheik Muhidin.

Os dois grupos trocaram tiros nas proximidades do mercado e ainda se desconhece se há feridos entre os combatentes.

O porta-voz das Cortes Islâmicas, Sheikh Mohamoud Sheikh Ibrahim, disse hoje que realizaria outro ataque para vingar as vítimas dos confrontos.

Também afirmou que os diálogos de paz realizados em Djibuti e nos quais a ONU está atuando como intermediária é uma conspiração para que os etíopes continuem matando somalis.

As autoridades somalis tomaram o controle de Mogadíscio das Cortes Islâmicas em 2006 com a ajuda de tropas etíopes.

As buscas de armas realizadas pelo Exército vão de encontro ao acordo assinado há três meses entre os mercadores e o Governo.

Os soldados se comprometeram a saírem da região, enquanto os comerciantes contratariam segurança particular para evitar que o mercado servisse de local de reunião das Cortes Islâmicas.

As forças islâmicas da Somália e o Governo provisório, formado pelos principais membros dos partidos políticos do país, sofrem com enfrentamentos desde o surgimento das Cortes Islâmicas em 2006, quando foram esmagadas poucos meses depois com a ajuda das tropas etíopes. EFE aa/bm/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG