Confronto entre militares e Al-Qaeda deixa 61 mortos no Iêmen

Militantes do grupo terrorista atacaram base militar e roubaram veículos, armas e munição

iG São Paulo |

Um ataque da Al-Qaeda contra uma base militar no sul do Iêmen deixou 61 pessoas mortas, segundo informações de fontes militares. No confronto, 36 militares e 25 membros do grupo terrorista morreram.

Leia também : Regime de 33 anos de Saleh chega ao fim com transferência de poder no Iêmen

Os militantes saquearam a base, levando veículos blindados, armamento pesado e munição. Parte das armas roubadas foram usadas contra os militares, o que causou o elevado número de mortos.

A base militar fica em Kud, perto de Zinjibar, na província de Abyan (sul do Iêmen). Barulhos de explosões e tiroteios foram ouvidos na região, ao sul de Zinjibar, cidade que esta sob controle de combatentes da Al-Qaeda.

O novo presidente do Iêmen , Abdo Rabbo Mansour Hadi, afirmou em um pronunciamento televisionado que combater a Al-Qaeda e restaurar a segurança são suas principais prioridades. Após sua posse, ocorreu uma série de ataques no país, atribuídos à rede terrorista.

Violência: Atentado contra palácio presidencial deixa 26 mortos no Iêmen

* Com informações da AP e da AFP

    Leia tudo sobre: Iêmenmundo árabeAl-Qaeda

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG