Violência, que deixou 22 feridos, ocorreu durante celebração religiosa no Estado de Jalisco, onde opera o cartel La Família

Ao menos 11 homens morreram em um confronto entre dois grupos armados na praça central de Tecalitlán, no Estado mexicano de Jalisco, no oeste do país.

Imagem de Nossa Senhora de Guadalupe é vista em local onde ocorreu confronto, no Estado de Jalisco
AP
Imagem de Nossa Senhora de Guadalupe é vista em local onde ocorreu confronto, no Estado de Jalisco
Em comunicado, a Procuradoria-Geral de Justiça de Jalisco confirmou as 11 mortes, além de 22 pessoas feridas.

Tecalitlán localiza-se nos limites com Michoacán, distrito no qual, desde quarta-feira, são registrados fortes confrontos, em um dos quais teria sido morto Nazario Moreno, conhecido como El Chayo, um dos líderes do cartel de La Familia.

Segundo o comunicado ainda, na sexta-feira à noite, um grupo de homens armados chegou em várias caminhonetes ao centro da cidade e agrediu outro grupo quando ocorria uma celebração da virgem de Guadalupe. No tumulto, que durou cerca de 45 minutos em Tecalitlán, cidade com cerca de 16 mil habitantes, foram ouvidos tiros de armas de alto calibre e uma granada de fragmentação foi lançada contra algumas lojas.

Apreensão

As autoridades apreenderam cerca de oito caminhões com buracos de bala abandonados nos arredores da cidade. Os promotores investigam se a descoberta de outro carro queimado, com os corpos de duas pessoas no interior, tem relação com o confronto.

Em outubro passado, homens armados emboscaram, também em Jalisco, um comboio de veículos da polícia, em uma ação que deixou nove soldados mortos.

*Com AFP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.