Conflito no Sri Lanka desloca mais de 63 mil para acampamentos

Nações Unidas, 16 abr (EFE).- Os combates entre os militares do Sri Lanka e os guerrilheiros dos Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE, na sigla em inglês) já obrigaram mais de 63 mil pessoas a buscarem abrigo em acampamentos de deslocados, informou hoje um porta-voz da ONU.

EFE |

"Após o fim da trégua temporária no norte do Sri Lanka, surgiram relatos de combates intensos, com armas de fogo leves e disparos de morteiro, e os ataques aéreos foram retomados", disse Farhan Haq, que trabalha para as Nações Unidas.

Ainda segundo Haq, dados do Escritório da ONU para a Coordenação de Assuntos Humanitários (Ocha, em inglês), mais de 64 mil pessoas saíram das áreas de conflito, das quais mais de 63 mil estão em vários acampamentos de deslocados, enquanto 800 estão hospitalizadas em diferentes lugares da região.

O porta-voz disse ainda que os guerrilheiros tâmeis "aparentemente não responderam de forma construtiva" ao pedido para que a saída de civis da zona de conflito seja liberada.

"Eles têm que autorizar os civis a deixar a zona de violência.

(Os civis) não devem de ser usados como alvos por motivos políticos ou militares", acrescentou. EFE emm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG