Assunção, 16 jan (EFE).- As autoridades de saúde do Paraguai confirmaram hoje 17 casos de dengue até agora em janeiro e anunciaram a intensificação das tarefas para combater essa doença, que em todo o ano de 2008 atingiu 18 pessoas.

O diretor de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde, Ivan Allende, disse a jornalistas que 15 casos de dengue, transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti, foram reportados no departamento de Concepción, a 450 quilômetros ao norte de Assunção e contíguo ao estado de Mato Grosso do Sul.

Detalhou que outros dois casos foram reportados esta semana em Amambay, a 530 quilômetros ao nordeste da capital e na fronteira com o estado de Mato Grosso do Sul.

Allende mencionou também que os casos da doença poderiam ser registrados até maio próximo, tendo em vista que nesse período, segundo o funcionário, são registradas as temporadas de chuvas e as temperaturas quentes propicias para a proliferação do mosquito transmissor.

O médico destacou que o Ministério da Saúde do Paraguai fortalecerá a vigilância epidemiológica das síndromes febris, principalmente nas áreas de maior risco.

Enquanto isso, em 2007 uma epidemia dessa doença matou 17 pessoas, de um total de 27.000 contágios, e obrigou o Governo a declarar o estado de emergência nacional por 60 dias.

O Ministério alertou na ocasião que cerca de 600.000 paraguaios que já sofreram da doença nos últimos anos são suscetíveis de contrair o tipo hemorrágico, o mais virulento.

Também exortaram a evitar a automedicação e acudir aos centros de saúde diante da aparição de febre, náuseas, vômitos, dores de cabeça, nos olhos, ossos e articulações, os sintomas característicos da doença. EFE rg/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.